21 de nov de 2010

VIDA SOBRE RODAS Estréia dia 26/11 nos cinemas!

Mais do que um filme sobre skate ou skatistas, “Vida Sobre Rodas” conta histórias de superação, coragem, amizade e determinação de jovens que acreditaram em um sonho e realizaram o impossível.


Emocionado, o skatista Lincoln Ueda afirma que o apoio de seu pai, assíduo freqüentador das competições disputadas pelo filho, foi fundamental para seu desenvolvimento no esporte. Um depoimento pessoal, mas que retrata um dos fatores fundamentais para o desenvolvimento do skate no Brasil, o fim do preconceito. Pais como o de Ueda deixaram de ver o “carrinho” como coisa de marginal ou desocupado e passaram a apoiar seus filhos encarando o skate profissionalmente. A história se repetiu com Sandro Dias, o Mineirinho, Cristiano Mateus e Bob Burnquist, os quatro principais nomes do esporte no país e protagonistas do longa “Vida Sobre Rodas”.

O Filme narra as últimas décadas do esporte no país, seu vertiginoso crescimento e desenvolvimento técnico pela ótica de quem participou de toda essa revolução. Depoimentos e imagens de skatistas, jornalistas e empresários formam um mosaico que retrata os obstáculos superados pelo skate, hoje o segundo esporte mais praticado no Brasil. No início dos anos 80, o cenário era desolador, faltavam pistas, equipamentos e apoio aos praticantes. Aos poucos, foram surgindo grupos de skatistas em São Paulo, ABC e interior. Em São Bernardo estava a pista mais famosa da época, enquanto Guaratinguetá abrigava o único campeonato nacional.

Para completar o cenário, atitudes descabidas, como a proibição do esporte nas ruas de São Paulo pelo então prefeito Jânio Quadros e tropeços políticos como o Plano Collor, que arrasou a economia brasileira, tiveram efeitos devastadores no skate. Com o passar dos anos, o skate deixou de ser um esporte marginalizado e se expandiu, ganhou as ruas, tornando-se uma febre. Grandes nomes do esporte mundial, como Christian Hosoi e Tony Hawk, vieram se apresentar no país. Passagens retratadas no filme.

Esse sucesso muito se deve ao que Lincoln Ueda, Sandro Dias, Cristiano Mateus e Bob Burnquist fizeram pelo skate. Mais do que mudar o jeito de se praticar o esporte no país e no mundo, os quatro, assim como Digo Menezes, Mauro Mureta, Léo Kakinho, Sérgio Negão, entre muitos outros, mudaram a forma de como o skate é visto mundialmente. Venceram o preconceito, as barreiras no país e também a desconfiança em competições internacionais. Assim, podemos dizer que “Vida Sobre Rodas” é um documentário de muitas histórias, mas é, acima de tudo sobre como jovens, muitas vezes sem nada em comum além da paixão pelo skate, transformaram o esporte no país.







Nenhum comentário: