30 de nov de 2010

Sobre horário feminino na pista de skate de SBC.


Olá mulherada!
Dia 30/11 (HOJE) é a última 3ª feira Feminina da pista de Skate de São Bernardo do Campo. Em dezembro todas as atividades especiais que rolam na terça-feira saem de férias e só volta em março.
Vamos comparecer em peso nesta última 3ª feira para poder manter nosso horário para o ano que vem. Sabemos o quanto é importante este horário para o desenvolvimento de novas skatistas e para se divertir, conhecer outras skatistas, tirar dúvidas, aprender mais...
Ano que vem iremos tentar um novo horário feminino para 20:00 às 22:00hs, se precisar faremos novo abaixo assinado.
Vamos andar de skate nesta 3ª feira das 18:00 às 20:00hs.
Contamos com vocês!!!

Renatinha

No Festival Feminino de Skate, que aconteceu em Março deste ano, evento organizado pela AFSK.

Veja também: SKATEFEMININOBRASIL

Divas Skateras acabam de completar 4 anos!



Dia 29 de Novembro, 2006 
Surgiu o Divas Skateras. O nome curioso saiu de uma propaganda de sabonete cujo slogan era “Somo todas Divas”. A gente sempre tirava uma com isso, tipo 'tem que ser muito DIVA pra agüentar o skate na canela.' 4 anos se passaram, e mesmo que geográficamente distantes lançamos um vídeo que marcou esse ano com 68 skatistas de 12 Estados diferentes (PR, SP, MG, DF, RS, SC, CE, RJ, MT, MS, GO, BA), sendo elas: 1- Bárbara Dissenha, 2- Amanda Fya, 3- Jehssy Hilton, 4- Raafa Garcia, 5- Eliana Sosco, 6- Diala Oliveira, 7- Diana Ramos, 8- Isabela D'Loan, 9- Grazi Recchia, 10- Camila Neymann, 11- Paloma Rodrigues, 12- Raiza Caroline, 13- Taiara Darós, 14- Mari Bennaton, 15- Natiele Souza, 16- Thaís Narciso, 17- Danuza Pires, 18- Dayana Luiza, 19- Greicy Kelly, 20- Estefânia Lima, 21- Andreza Aguiar, 22- Hiolanda Silveira, 23- Taty Almeida, 24- Tatiana Tiemi, 25- Mariana Humaytá, 26- Larissa Ferreira, 27- Isabella Lopes, 28- Gabriella Mendes, 29- Dhandara Michelle, 30- Jéssika Barreto, 31- Jéssica Hoefler, 32- Georgia Bergamim, 33- Kali Ananda, 34- Aline Tiemi, 35- Andréa Brito, 36- Bia Sodré, 37- Carol Viana, 38- Cíntia Augusta, 39- Lua Marinho, 40- Samira Mendes, 41- Kellen Franco, 42- Eloísa Pagiato, 43- Emilie Pipa, 44- Dani Ramona, 45- Cássia Cristina, 46- Ana Luiza, 47- Camila Camargo, 48- Sara Trindade, 49- Mah Alves, 50- Sulviene Vendrusculo, 51- Ester Perussi, 52- Miria Alves, 53- Larissa Carollo, 54- Carol Lisboa, 55- Jennifer Cardoso, 56- Thaís Caroline, 57- Catarina Reis, 58- Petala Guerra, 59- Marina Veiga, 60- Mariane Paula, 61- Jéssica Florêncio, 62- Jéssica Estefane, 63- Anairam Leon, 64- Dandara Novato, 65- Débora Badél, 66- Estefani Eulália, 67- Mariana Rodrigues, 68- Karina Bamboo. Algo nunca feito antes. (O download do vídeo já está disponível aqui)  
Agradeço de coração todas(os) que participam diretamente ou indiretamente disso tudo. 2011 será cheio de novidades, aguardem! Não podia deixar passar em branco esta data...  
Estefânia Lima.






"O melhor do skate não são apenas as manobras que mandamos, mas também as amizades que construímos."



 








Email para contato:
divas.skateras@yahoo.com.br

29 de nov de 2010

Leticia Bufoni 1ª lugar no GUITAR RACHO! Vejam fotos!

Leticia Bufoni 1º lugar no GUITAR RACHO, evento que aconteceu no dia 13 de Novembro na SKONDIDO SKATEPARK, em Paracho Michuacan, México. Vejam fotos por Ana Paula Negrão no site da Osiris.





Oficina de Skate 05/12, no Clube Mesc, em SBC.

Dia 05/12 à partir das 13:00hs a AFSK vai realizar uma oficina de skate no Clube Mesc, localizado no Bairro Assunção em São Bernardo do Campo. Neste dia também vai rolar várias atividades no clube, inclusive a chegada do Papai Noel. Aguardem pelas fotos!


27 de nov de 2010

All Girls Day | Peruskategirl



Girls Combi Pool Contest Results

Vans Skatepark, California
20/11/2010.










PRO RESULTS
1. Lizzie Armanto
2. Allysha Bergado
3. Mimi Knoop
4. Julie Lynn
5. Lyn-z Adams Hawkins
6. Cara-Beth Burnside
7. Amelia Brodka
8. Lea Taylor
9. Mandy Esch
10. Justyce Tabor
11. Leticia Bufoni
12. Alex Harper
13. Amme Jay Papelera
14. Julie Westfall
15. Jean Rusen
16. Karli Nelson
17. Natalie Das
18. Ashley Espinoza
19. Stacey Roberts
20. Lauren Callahan
21. Sonja Deans
22. Meredith Betts
23. Pamela Brodowski
24. Lynn Kramer

AM RESULTS
1. Jordan Abraham
2. Kora Grzyb
3. Melissa Spillman
4. Annika Vrkian
5. Heidi Newton
6. Anita Forough
7. Arianna Carmona
8. Sara Thompson
9. Cara Lawson
10. Sarah Roach
11. Pauline Branom
12. Bryce Wettstein
13. Mikayla Sheppard
14. Jessica Robledo

Videos | GirlsAssault | na EH? PARK, Argentina (por TatMarques)

Evento que aconteceu dia 14 de Novembro que reuniu skatistas da Argentina, Peru, Chile, Brasil...


Wen Soler, Pipa Souza, Fiama Oviedo, Carolina Gamboa e Vianney Acosta.












História do Skate Feminino no Paraná

É um blog, com a intenção de contar a trajetória das meninas que andam, andaram ou vão andar de sk8 no Paraná, e de criar a genealogia desta categoria a fim de gerar um ponto de referência aos que quiserem aprofundar-se nesta história. Segundo, Viviane Lunardon (idealizadora) cada uma escreve sobre sí mesma, posta fotos e materiais que achar importante, e conta a história direto das suas próprias lembranças, sem palavras de outros... Paranaenses, o que estão esperando? Participem enviando email para: historiaskatefemininoparana@gmail.com 
Tem um top 10 das pioneiras (que achei o máximo), meninas que já andavam de skate, que inclusive eu me espelhava quando comecei, TOTAL RESPEITO. 







Por Estefânia Lima.

Eliana Sosco, in Santa Ana Skatepark.




Girlie Skate Camp Photos


No início de novembro aconteceu o Bryggeriet Skate Camp em Malmo, Suécia.
Vejam galeria de fotos Número 1 | Número 2.

















Fonte: Skatergirl

Videos - Julia Brückler






Resultado da categoria feminina que rolou em Teresina/PI (Umana SkateShop)

Aconteceu no dia 20/11/10, na praça Ocílio Lago, mais conhecida como praça dos skatistas. Campeonato pela Umana Skateshop. Parabéns à todas participantes, incluindo Angélica do Maranhão, e a local Belinha de 7 anos.

Colocação:
1º lugar Laysla 
2º lugar Veridiany 
3º lugar Manuella 



26 de nov de 2010

Campeonatos com a categoria feminina para este final de semana!

(27 e 28 de novembro)








Skate Feminino no Estadão




Ir para a Califórnia e ser star, como canta Lulu Santos, é o sonho das garotas que praticam skatismo. Mas poucas conseguem se sobressair na cena internacional, a exemplo da bicampeã mundial de skate vertical Karen Jonz e, mais recentemente, da campeã do ranking da WCSk8 (World Cup Skateboarding), Letícia Bufoni, de 17 anos.
Todos os dias, por exemplo, duas meninas do street, uma das modalidades mais praticadas (consiste em fazer manobras diante dos obstáculos, tais como bordas, corrimões, paredes inclinadas, escadarias), batem ponto no Vale do Anhangabaú, mandando Bigspin, Halfcab Frontside Flip e outras manobras de fazer cair o queixo.
Lindas e cada qual com seu estilo, Deborah Oliveira, a Badel, e Ohana Subahdra, deram entrevista ao Feminino na rampa da loja Yo!, meca de marcas badaladas do streetwear. Segundo elas, para começar no esporte, é preciso investir cerca de R$ 200, o necessário para montar um bom skate nacional. "Mas se for um gringo, sai por R$ 500", fala Ohana.
A gaúcha de 21 anos pratica o esporte há sete. Ela trabalha em um restaurante nos Jardins e, de lá, dribla o trânsito com seu skate até chegar ao centro. Já Deborah Oliveira, a Badel, 20 anos, começou aos 15, andando na pista da Imigrantes. "No começo, escondia o skate na casa de amigas." Isso porque a mãe, que hoje é sua maior incentivadora, não achava a menor graça. Competindo na categoria Amador 1, Badel recebe apoio do Bolsa Atleta, programa de incentivo do governo que dá uma ajuda mínima aos atletas de alto rendimento e sem patrocínio.
Badel aconselha as meninas a não desistirem. "Se levar jeito, não tenha medo, pois você acaba ganhando confiança e domínio do corpo", fala ela, que perdeu 22 quilos desde que começou a praticar o esporte.
Ladeira abaixo. A praia da carioca Christie Aleixo, 33 anos e 15 de skate, é a Vista Chinesa, no Rio, e as ladeiras de Alphaville, em Sampa, onde mora hoje. "Comecei em 97 e nunca mais parei!" É campeã brasileira de slide, terceira no mundial de slide na Califórnia, em 2009, e líder no ranking deste ano.
Christie pratica na modalidade downhill o slide (manobras com derrapagens de roda), slalom (prática executada em percursos definidos com cones) e o speed, de velocidade. "Por ser uma prática que expõe seu corpo a lesões, é importante uma preparação física voltada para a prevenção e rendimento. Usar proteção é essencial, assim como respeitar o seu limite."
A skatista, que recebe apoio do Bolsa Atleta e das marcas Moska Whells, Crail Trucks, NewSkate e Bomdrop!, dá seu recado para as iniciantes. "Temos dois caminhos. Um é escolher apenas a prática, o que se torna rotina na vida, como natação, dança, luta. Ou optar pela profissionalização. Nesse caso, além da técnica, temos de aprender a nos relacionar bem com as empresas de skate e a trabalhar nas mídias, a fim de dar visibilidade ao público feminino", aconselha.
Renata Paschin, que compete nas categorias bowl e vertical, é mais uma Peter Pan sobre rodinhas. Com mais de 30 anos e formada em Odontologia, Renatinha, como é conhecida no meio, aparenta ser bem mais nova. O segredo da juventude é uma mistura de preparo físico e higiene mental. "Faço musculação e alongamento todos os dias, e treino de uma a duas horas sem parar depois que saio do consultório."
Segunda colocada da categoria bowl em Praga, e juíza na Confederação Brasileira de Skate, começou aos 14 anos, influenciada por um primo. "No começo, sofri muito preconceito por parte da família, que chegou a me tirar o skate, quando até adoeci! Devolveram depois, mas colocando restrições. E até pouco tempo atrás, escondia o esporte de clientes e amigos."
Quanto à valorização das atletas, Renata vê um avanço. "Antigamente as marcas não queriam investir em atleta mulher. Hoje, respeitam e apoiam." Ela criou a ONG Associação Feminina de Skate, que leva o skate para meninas de comunidades carentes, e lhes mostra como podem viver do esporte.
Caindo na real. Praticante do esporte por diversão, a designer gráfica Evelyn Leine manteve por sete anos o site www.skateparameninas.com.br, que começou como um trabalho de escola. O banco de dados virtual é uma ferramenta-chave para a inclusão das meninas no esporte.
Sem perspectivas de apoio, deixou o site (ainda no ar) e hoje mora na Califórnia. "O Skate Para Meninas fez muitas ações. Nossos campeonatos, promovidos com verba pública, eram os maiores do Brasil. Chegamos a organizar três grandes eventos, sempre recebendo meninas de diversos estados, dando a elas as melhores premiações, tratamento vip e, principalmente, estimulando a imagem do skatismo feminino na mídia."
Sobre as principais dificuldades ou desafios que as garotas enfrentam no esporte, desabafa: "Ainda hoje, para você conseguir viver do skate, infelizmente, precisa procurar uma maneira de ir para os Estados Unidos regularmente, competir nos eventos e arrumar um patrocínio que, diferentemente de apoio (quando as marcas fornecem roupas e material), é um vínculo contratual com ajuda de custo e uma cota fixa por mês, o que dá o mínimo para a pessoa se manter."
Segundo ela, é muito difícil conseguir sobreviver só de skate. "Mas várias pessoas fazem trabalhos paralelos no meio, como tirar fotos, organizar eventos e escrever. É uma forma de se conseguir viver, fazendo o que se ama."
A tribo aumentou
Segundo Ed Scander, diretor esportivo da Confederação Brasileira de Skate (CCBK), o número de mulheres no esporte vem crescendo nos últimos anos. "Um levantamento feito em 2009 mostra que são 385 mil meninas em todo o País. Em 2002, as mulheres representavam 6%; em 2006, 7%, chegando a 10% em 2010, de um total de 3,8 milhões de praticantes."
Ainda de acordo com o estudo da CCBK, as maiores concentrações de praticantes, em geral, estão no Sudeste (48%), seguido das regiões Sul (21%), Nordeste (18%) e Centro Oeste/Norte (14%), sendo que 52% estão nas capitais e regiões metropolitanas, e 48%, no interior.


25 de nov de 2010

BIA SODRÉ SOBRE RODAS

 




















Bia Sodré foi destaque na pré-estréia do filme no Rio ao lado dos astros do filme Vida Sobre Rodas: Sandro Dias, Lincoln Ueda, Cristiano Mateus e Bob Burnquist (crédito: Kathleen Eyer)

Na última terça, rolou na pista do Recreio uma gravação da TV Brasil para a divulgação do filme Vida Sobre Rodas, que conta a história de crescimento do skate nacional ilustrada pela trajetória dos ícones Bob Burnquist, Sandro Dias, Cristiano Mateus e Lincoln Ueda. A matéria teve o objetivo de realizar o encontro de alguns skatistas que fizeram parte do elenco com a revelação do skate feminino do Rio de Janeiro, a Bia Sodré.

 Unindo histórias bem parecidas; assim como Bia, Lincoln Ueda e Sandro Dias sempre tiveram o apoio de seus familiares em todas as competições que participavam, e dizem que isso foi super importante para suas carreiras. Outra semelhança que pode ser evidenciada é a questão dos preconceitos que o skate sofreu até se firmar realmente como um esporte, já Bia Sodré vem quebrando paradigmas e rompendo valores machistas de que o skate é esporte para homens.

 E no rolé com "os caras" ela prova que isso é tudo uma grande bobagem, dando um show com várias manobras e sendo elogiada por eles que sabem bem o que foi sofrer um preconceito.

Cria da escolinha Wave Rock, incentivada pelos pais Paulo e Luciana e sempre ao lado do mano e skatista Vitinho, Bia Sodré vem participando das principais competições no Brasil e vem elevando o nome do skate fluminense ao topo. Atualmente Bia é líder isolada do ranking estadual do Feminino 1 e no último final de semana venceu a 1ª Etapa da Copa Rio de Skate Amador 2010 em Angra dos Reis. Bia aproveita a oportunidade para deixar um recado para todas as meninas que buscam evoluir no esporte.

- Vamos todas andar juntas, participar dos bons eventos que acontecem no Rio e se divertir andando de skate e fazendo ele evoluir - incentiva Bia, que mesmo com 16 anos, já coleciona títulos e troféus em sua casa.

Confiram o making of dessa matéria da TV Brasil que vai ao ar no Domingo às 15h.











SOBRE O FILME VIDA SOBRE RODAS

Dirigido por Daniel Baccaro, o documentário "Vida sobre rodas" é o primeiro longa-metragem de skate feito no Brasil. O filme relata a trajetória e desenvolvimento do skate nacional das últimas décadas. Reunindo os astros das pistas; Bob Burnquist, Cristiano Mateus, Lincoln Ueda e Sandro Dias, os quatro maiores ídolos da atualidade, e mais outros grandes nomes nacionais e internacionais que nos contam suas experiências sobre as barreiras que foram ultrapassadas para que o skate se tronasse o segundo esporte mais praticado no país.

Não percam também a estréia do filme que vai ser no dia 26 de novembro.
 







Fonte: penseskate

24 de nov de 2010

Resultado Feminino da Etapa/Ranking do Circuito Paulista de Skate.





Depois de iniciar o ano no SESC Rio Preto e passar pela pista pública de São Carlos, o Circuito Paulista de Skate finalizou seu ranking 2010 no SESC Ribeirão Preto dias 20 e 21 de novembro.

A festa foi grande já que tivemos a definição dos Campeões Paulista de Skate 2010 (iniciante, amador 2, feminino 1 e amador 1), com entrega da gorda premiação (moto 0Km, filmadora HD e 2 notebooks).

Mas a definição do ranking era indefinida já que se descarta a nota mais baixa na pontuação final.

O movimento no SESC começou na sexta (19), com a exibição comentada do doc Dirty Money e no final de semana a quadra do SESC foi dominada pelas quatro categorias competidoras, além da disputa de Melhor Manobra Profissional Snoway.
 
As garotas do feminino 1 emocionaram a todos pelo nível apresentado, com Jéssica Florêncio levando a etapa e o ranking 2010.

Categoria Feminino 1:

01 Jéssica Florêncio, Artur Nogueira/SP
02 Palema Rosa, São José dos Campos/SP
03 Jéssica Hoefler, Guarujá/SP
04 Ester Perussi, Sertãozinho/SP
05 Carla de Almeida, São Carlos/SP
06 Gabriela Helena, São Carlos/SP
07 Ariane Peres, Sorocaba/SP
08 Patrícia Souza, Barrinha/SP
09 Juliana Goya, Sorocaba/SP
10 Carina de Almeida, São Carlos/SP

 



 

23 de nov de 2010

Emma Sommar








Fonte: NoLimit

22 de nov de 2010

21 de nov de 2010

VIDA SOBRE RODAS Estréia dia 26/11 nos cinemas!

Mais do que um filme sobre skate ou skatistas, “Vida Sobre Rodas” conta histórias de superação, coragem, amizade e determinação de jovens que acreditaram em um sonho e realizaram o impossível.


Emocionado, o skatista Lincoln Ueda afirma que o apoio de seu pai, assíduo freqüentador das competições disputadas pelo filho, foi fundamental para seu desenvolvimento no esporte. Um depoimento pessoal, mas que retrata um dos fatores fundamentais para o desenvolvimento do skate no Brasil, o fim do preconceito. Pais como o de Ueda deixaram de ver o “carrinho” como coisa de marginal ou desocupado e passaram a apoiar seus filhos encarando o skate profissionalmente. A história se repetiu com Sandro Dias, o Mineirinho, Cristiano Mateus e Bob Burnquist, os quatro principais nomes do esporte no país e protagonistas do longa “Vida Sobre Rodas”.

O Filme narra as últimas décadas do esporte no país, seu vertiginoso crescimento e desenvolvimento técnico pela ótica de quem participou de toda essa revolução. Depoimentos e imagens de skatistas, jornalistas e empresários formam um mosaico que retrata os obstáculos superados pelo skate, hoje o segundo esporte mais praticado no Brasil. No início dos anos 80, o cenário era desolador, faltavam pistas, equipamentos e apoio aos praticantes. Aos poucos, foram surgindo grupos de skatistas em São Paulo, ABC e interior. Em São Bernardo estava a pista mais famosa da época, enquanto Guaratinguetá abrigava o único campeonato nacional.

Para completar o cenário, atitudes descabidas, como a proibição do esporte nas ruas de São Paulo pelo então prefeito Jânio Quadros e tropeços políticos como o Plano Collor, que arrasou a economia brasileira, tiveram efeitos devastadores no skate. Com o passar dos anos, o skate deixou de ser um esporte marginalizado e se expandiu, ganhou as ruas, tornando-se uma febre. Grandes nomes do esporte mundial, como Christian Hosoi e Tony Hawk, vieram se apresentar no país. Passagens retratadas no filme.

Esse sucesso muito se deve ao que Lincoln Ueda, Sandro Dias, Cristiano Mateus e Bob Burnquist fizeram pelo skate. Mais do que mudar o jeito de se praticar o esporte no país e no mundo, os quatro, assim como Digo Menezes, Mauro Mureta, Léo Kakinho, Sérgio Negão, entre muitos outros, mudaram a forma de como o skate é visto mundialmente. Venceram o preconceito, as barreiras no país e também a desconfiança em competições internacionais. Assim, podemos dizer que “Vida Sobre Rodas” é um documentário de muitas histórias, mas é, acima de tudo sobre como jovens, muitas vezes sem nada em comum além da paixão pelo skate, transformaram o esporte no país.







Ladies Comp - UKSA Mini Ramp Champs

Com Dani Mellor, Danni Gallacher, Lois Pendlebury, Helena Long, etc.







Fonte: Asiplanchaba


20 de nov de 2010

18 de nov de 2010

FOTO DA SEMANA

Gabriella Machado




Skatista: Gabriella Machado Mendes 
Idade: 20 anos
Tempo de skate: 5 anos de skate e 2 de vertical
Cidade: São Paulo - SP
Manobra: Melon to fakie              

Local: Half Urgh/Tent VertHouse     
Foto: Maykon Rocatelo





____________________________________________________________________________
FOTO DA SEMANA, não fique fora dessa, mande a sua foto pra gente! divas.skateras@yahoo.com.br

Alianna Watters, 3 anos de idade

Virginia, EUA.





Fonte: GirlsRidersOrg

Aprenda HARDFLIP na escola do Girls Assault! com Fiama Oviedo





Fonte: GirlsAssault

Karen Jonz na Semana de Moda

da TV Tpm

A brasileira super campeã de skate mostra para a Semana de Moda da TV Tpm como se veste no dia a dia.





Argentina - VIDEOS

(por SkateFemininoBrasil)














Fonte: SkateFemininoBrasil

17 de nov de 2010

ENTREVISTA com SARA TRINDADE,

de Ribeirão Preto/SP.




Participa de campeonatos?
Raramente! Tipo este ano não corri nenhum que eu me lembre, rs, mas este mês vou correr a última etapa do Circuito Paulista da Switch Skt Shop.

Manobras Preferidas?
Flip e Fs Rockslide sempre!




LEIA MAIS

16 de nov de 2010